Créditos

Produção e concepção: João Manuel Alves/ Tecnologia Blogger

sexta-feira, 22 de Julho de 2011

Acantose nigricante

A acantose nigricante ou acantosis nigricans é caracterizada pelo escurecimento da pele das dobras do corpo e pregas cutâneas, que se torna espessa e aveludada.
A doença pode afetar pessoas saudáveis ou pode estar associada a outros problemas de saúde. Alguns casos são herdados geneticamente e é mais comum a ocorrência entre pessoas afrodescendentes.
A obesidade, assim como outros distúrbios endócrinos, pode levar ao surgimento da acantose nigricante, que é freqüentemente encontrada em pessoas com diabetes.
Alguns medicamentos, como o hormônio do crescimento ou os contraceptivos orais (pílula) também são citados como possíveis causas para o surgimento da acantose. Casos graves podem estar relacionados à ocorrência de neoplasias malignas, mais comumente do trato gastrointestinal ou genitourinário, mas sua ocorrência é mais rara.
Manifestações clínicas
A acantose nigricante evolui lentamente provocando o escurecimento progressivo das áreas afetadas e as lesões não são acompanhadas de qualquer outro sintoma.
Os locais mais atingidos são as axilas, virilhas e pescoço, onde formam-se áreas de pele escurecida, espessada, com a superfície rugosa e vincada, conferindo um aspecto aveludado. Em alguns casos, os lábios, as palmas das mãos, as plantas dos pés ou outras áreas, também podem ser afetadas.

Tratamento
Se a causa do surgimento da acantose nigricante for encontrada e tratada, as lesões tendem a desaparecer. Nos casos no quais não se encontra a causa, produtos de uso local derivados dos retinóides são uma opção para a melhora do aspecto das lesões e podem ser prescritos pelo médico dermatologista de acordo com cada caso.

Sem comentários:

Enviar um comentário